Retalhos (Parte 5)

Sarah voltou à casa de Marcelo e não encontrou o carro nem Giuliano. Tocou a campainha e ninguém atendeu. Ela pegou o celular e ligou para o parceiro. Giuliano atendeu:

– Oi!

– Onde você está? – quis saber Sarah em tom de preocupação.

Giuliano respondeu com uma frase usada entre eles para significar que estavam interrogando alguém e que não poderiam atender:

Leia mais

Retalhos (Parte 4)

Sarah olhou para o céu em busca de inspiração e novamente tocou a campainha. Neusa não atendeu. Ela tocou a campainha mais uma vez sem sucesso e insistiu em mais uma. Neusa por fim apareceu, abriu a porta e sem abrir o portão disse em tom ameaçador:

– Olha aqui, sua investigadorazinha de merda: se você não parar de me atormentar eu não vou responder por mim e…

– Ah! Então a senhora está me provocando possivelmente do mesmo jeito que provocou Janaína… – disse Sarah.

Leia mais

Retalhos (Parte 3)

Marcelo ficou bastante assustado com a presença dos três policiais ali. Sarah percebeu e disse:

– Fique tranquilo. Eu e meu parceiro só queremos saber sobre sua relação com Janaína, como vocês se conheceram e quando você a viu pela última vez.

Leia mais

Retalhos (Parte 2)

Sarah e Giuliano saíram da sala de Oscar em silêncio. Foram caminhando devagar até a máquina de café no corredor de entrada do escritório e a detetive quebrou o gelo:

– Quero botar a mão logo em quem fez isso.

Leia mais

Retalhos (Parte 1)

Giuliano abriu os olhos às cinco horas da manhã em ponto, em sincronia perfeita com o despertador. Ele precisava levantar e ir para o trabalho, mas não tinha forças. Seu coração ainda estava apertado com a partida de Renata, sua ex-mulher e primeira namorada. Ele levantou, foi para o banheiro, ligou o chuveiro e começou a chorar. Neste momento lembrou-se de seu pai que sempre dizia: “Homem não chora!”. Mas, Giuliano não estava nem aí. Seu peito estava cheio de uma dor que parecia penetrar por todos os órgãos. Uma dor que ele temia não controlar.

Leia mais